No novidade a previso de que o mundo vai acabar. As culturas milenares ou doutrinas recentes, pregadores de hoje ou profetas do ontem se fizeram arautos do fim do mundo.

Alguns previram exploses e convulses intensas avassalando imensas regies.

Outros, imaginaram grandes asterides se chocando com a Terra, convulsionando de tal forma a harmonia do planeta, que a vida humana se tornaria impossvel, sendo destruda em sua totalidade.

Alguns fanticos promoveram suicdios coletivos, antecipando a catstrofe que, imaginavam eles, se daria brevemente.

No foram poucos aqueles que marcaram data, ano, na exatido do calendrio que se escoava e que teimava em no cumprir a previso catastrfica.

Poucos, porm, se deram conta de que o mundo h muito tempo vem acabando.

Onde est o mundo onde as mulheres no tinham direitos sociais, eram proibidas de votar, no podiam frequentar a escola?

Esse mundo acabou, resistindo apenas em alguns rinces de ignorncia e misria moral.

Como falar, ento, do mundo onde as cartas levavam meses para encontrar seu destino, onde as notcias eram poucas e raras, onde sabia-se de pouco e pouco se difundia?

Esse mundo tambm acabou, substitudo por um mundo melhor, onde a tecnologia nos aproxima, nos beneficia, coloca luzes nos mais distantes lugares do mundo, minimizando as dores e dificuldades.

Analisando assim, verdade que o mundo est acabando. No da maneira violenta e definitiva como imaginavam tantos, nem tampouco de forma irreversvel e avassaladora como pregaram outros.

natural da evoluo humana que o mundo v se acabando, para que outro mundo se construa, na marcha inevitvel do progresso e da melhora.

Mesmo a guerra, as grandes catstrofes naturais, os desastres so previstos nas leis de Deus para que o progresso ganhe marcha e a melhora se instale para todos.

Nesses dias de transio que ora passamos, urgente que o mundo tambm se acabe.

Mas esse mundo que deve ser extinto o mundo da violncia que palpita dentro de ns.

Temos que ajudar a dar fim ao mundo de injustia que, muitas vezes, permitimos que se d sob os nossos olhos.

Devemos colaborar para o fim de um mundo de iniquidades, de desigualdades, de fome e misria que ainda se estende por tanta parte e para tantos. 

verdadeiramente urgente que esse mundo todo se acabe. E que um novo mundo se inicie em nossa intimidade e, aos poucos, possamos colaborar para que nosso planeta ganhe outras paisagens e outros valores. 

S assim dia vir em que olharemos para esses dias que ora se passam e teremos a certeza de que o mundo acabou. E que no lugar dele, um mundo de paz, harmonia e justia se instaurou, para nunca mais acabar.

 Radio Lideranca FM 94,7 - Abaete/MG   |   Grupo DPA de Comunicacao e Hotelaria

Copyright © 2012 GO Multimídia